Economistas apostam em início de recuperação da economia com destaque para o segmento cash&carry

Publicado em: 19/06/2017

O canal atacado de autosserviço tende a apresentar crescimento em suas vendas, motivado pelo aumento no número de lojas – sendo inauguradas ou modificadas do formato hiper/super para o atacadista. Essa transformação vai aumentar a acessibilidade e fazer com que um maior número de pessoas compre nesse formato. “Embora em uma intensidade menor, novos consumidores comprarão neste canal devido à abertura ou conversão de lojas. Além disso, há propaganda boca a boca, que contribui para disseminar o conceito de economia”, avalia Olegário Araújo, diretor da Inteligência de Varejo. Também é importante ressaltar que o cash&carry cumpre um papel de destaque na distribuição de produtos para restaurantes, hotéis, pequenos supermercados ou comerciantes que não possuem capital de giro para realizar grandes compras. “Diante do aperto financeiro vivido pelas empresas, haverá uma tendência desse perfil de cliente manter ou mesmo ampliar suas compras no canal”, afirma Araújo.

*Confira reportagem na íntegra na segunda edição da Revista ABAAS. 

Posts Relacionados